Evento integra fase preparatória para o II Congresso Global de Recursos Educacionais Abertos (REA) da UNESCO

 

 

OER_bannerregionalO Brasil vai sediar, nos dias 3 e 4 de abril, em São Paulo, a Consulta Regional Américas para o II Congresso Global de REA da UNESCO, que está marcado para setembro na Eslovênia. No país instituição anfitriã é a Cátedra de Educação Aberta da Unesco na Unicamp, sob coordenação do professor Tel Amiel. Estão sendo esperados cerca de 50 convidados participantes ativistas da América Latina, Estados Unidos e Canadá, além de convidados membros do governo brasileiro, de universidades, fundações e institutos de pesquisa.

As consultas regionais visam informar governos e líderes educacionais sobre o potencial dos REA e identificar estratégias para aproveitar as possibilidades de implementação de políticas públicas de educação aberta que favoreçam o alcance de uma educação equitativa e de qualidade ao longo da vida, até 2030.

Em 2012, o I Congresso Mundial de Recursos Educacionais Abertos organizado pelo Commonwealth of Learning (COL) e pela UNESCO, reuniu mais de 400 participantes de 70 países. O Brasil enviou uma comitiva com acadêmicos, parlamentares e o Instituto Educadigital representando a sociedade civil. Como resultado, foi lançada mundialmente a Declaração REA de Paris que incentiva governos a promover o uso de licenças abertas para material educacional criado com financiamento público.

Sob o tema “REA para uma educação inclusiva, equitativa e de qualidade: do compromisso à ação”, o II Congresso tem como objetivo realizar as seguintes ações:

  • identificar o status atual das recomendações feitas pelo Congresso Mundial de REA em 2012 com os atores-chave, nominalmente: governos, legisladores, a comunidade REA e a comunidade educacional de maneira abrangente;
  • iniciar debates em torno dos desafios identificados relativos a integração dos REA, como foi destacado no informe da reunião de Mapeamento de Implementação REA (UNESCO, Paris 2016);
  • angariar interesse entre atores-chave sobre o objetivo do II Congresso Mundial de REA e fazer recomendações que possam ser levadas em consideração;
  • encorajar um maior número de governos a se comprometer com a adoção de licenças livres para o material educacional criado com recursos públicos.

O Instituto Educadigital é parceiro da Cátedra de Educação Aberta da Unesco no apoio à organização e divulgação do evento, além de compor o grupo de participantes do Brasil.

Baixe aqui o documento em Português sobre as consultas regionais.

 

 

%d blogueiros gostam disto: